Já disponível

Pergunte à Riot

Faça uma pergunta sobre League ou a Riot e tentaremos respondê-la. As respostas vão ao ar toda terça-feira pela tarde.

O que você quer saber?

Algo deu errado. Opa, tente perguntar de novo.

Obrigado por fazer uma pergunta!

Próximo artigo

Zoe

A Monstrinha Cintilante

Zoe é uma criança totalmente normal. Ela gosta de se aventurar, tem uma energia azucrinante e adora seu cachorrinho de estimação. Exceto que as “aventuras” de Zoe incluem correr em meio às estrelas, transformar cidades em pó com sua energia infinita e brincar com seu cãozinho que, na verdade, é um dragãozinho espacial reclamão.

Às vezes ela até age (e se sente) como uma garota normal, mas na realidade está longe disso. Zoe é a mensageira cósmica de Targon, encarregada de avisar as pessoas quando houver mudanças cósmicas prestes a acontecer. Esta é uma função que ela desempenha com orgulho… quando não se distrai com as borboletas. Ou brilhinhos. Ou um certo explorador loirinho.

Há buracos na realidade… E nas rosquinhas também.

Há milhares de anos, Zoe era uma garota normal que vivia no sopé Monte Targon. Sua personalidade travessa e imaginativa já lhe havia trazido muitos problemas com seus severos professores Lunari, mas foi exatamente o seu espírito brincalhão que chamou a atenção de um aspecto ancestral e poderoso. Certo dia, enquanto Zoe aprontava pra valer, o aspecto apareceu e lançou um teste. Ele ofereceu a Zoe seis objetos, cinco dos quais ajudariam a amenizar a situação… e uma bola de brinquedo. Claro que Zoe chutou a bola, enquanto cantava alegremente vendo a bola bater nas paredes.

Encantado pela espontaneidade de Zoe, o aspecto abriu um portal para o cume do Monte Targon. Quando ela entrou no portal, se fundiu eternamente ao ser ancestral. Depois disso, ela passou milênios viajando (e brincando) entre dimensões e realidades que vão além da compreensão humana. Agora ela voltou a Runeterra e mal parece ter envelhecido sequer um ano.

“Emocionalmente, ela ainda é uma garotinha”, disse o escritor de narrativas, Odin “WAAAARGHbobo” Shafer. “Mas é como se ela tivesse crescido no Tibete, vivenciando a metafísica e a meditação transcendental, e agora tivesse parado em Nova Iorque e está tipo ‘Isso é um cachorro-quente? AI MEU DEUS, QUE LEGAL!’”. Zoe atravessou galáxias e pulou em buracos negros, mas ela já faz isso há tanto tempo que nem se emociona mais. Em compensação, as coisas aparentemente mundanas de Runeterra são novas e empolgantes para ela. Ela pode até ter vivido em Monte Targon, mas isso foi eras atrás, em uma comunidade bastante isolada. Agora ela voltou e há tantos lugares a explorar e coisas a redescobrir.

Exploração da Trapaceira cósmica

Uma das maiores inspirações para a personagem da Zoe foram os diversos Trapaceiros das mitologias ao redor do mundo. Trapaceiros são seres espertinhos e travessos que dobram as regras da realidade e sabem de coisas que os outros não sabem. Além de serem bem vacilões. Todas as sua ações servem apenas para que eles se entretenham e eles não se importam de machucar os outros no processo; na verdade, essa costuma ser a melhor parte.

Assim como seus semelhantes divinos, Zoe adora se divertir. Às vezes isso vem às custas das outras pessoas, mas sua intenção nunca é prejudicar os outros. Na verdade, Zoe quer mesmo é ajudá-los, e ela até tenta… mas há duas coisas que às vezes são conflitantes: 1) Zoe trabalha tendo em mente o esquema geral das coisas, ou seja, a humanidade como um todo, e às vezes ajudar a humanidade vem às custas de alguns indivíduos em particular; e 2) os métodos de Zoe podem ser meio… não-ortodoxos, além de causarem uma certa destruição não intencional. “Enquanto os Trapaceiros tradicionais personificam o caos malicioso ou o caos neutro, a Zoe, apesar de fazer muita bagunça, tem um bom coração”, disse WAAAARGHbobo. “Quando Zoe brinca e prega peças em alguém, normalmente ela só quer dar um aviso sobre o que vem por aí”.

A personagem de Zoe, o Aspecto do Crepúsculo, representa a mudança. Assim como o crepúsculo é a transição entre o dia e a noite, Zoe é aquela transição entra a infância e a fase adulta, e sua própria presença indica a iminência de uma mudança colossal. Sair de uma fase da vida e entrar em outra pode ser um processo difícil e é por isso que Zoe está sempre aí para ajudar. Só que… do jeitinho dela.

A cor do crepúsculo

Zoe e seu aspecto se fundiram milhares de anos antes do nascimento de Campeões como Taric, Leona e Pantheon. Ela cresceu em uma versão antiga do Monte Targon, o que significa que o seu design visual não necessariamente tinha de combinar com o de outros grupos que vivem lá hoje. “Eu deixei os estilos targonenses modernos de lado e tentei imaginar como seriam as roupas há milhares de anos”, disse o artista conceitual Sunny “Kindlejack” Pandita. “Depois combinei isso com uma garotinha que se veste com as roupas dos pais, ou seja, braceletes gigantes e um cachecol maior ainda”.

Zoe também carrega um punhado de bugigangas coletadas ao longo dos anos. A coleção de uma criança normal em geral contém coisas como pedrinhas brilhantes e insetos mortos, mas não a de Zoe. Os itens que ela carrega são amuletos poderosos que combinam mais com o seu nível, como um dos sinos do Bardo ou uma pedra da lua.

O esquema de cores de Zoe foi baseado em vários Campeões targonianos já existentes: Os cabelos dourados da Leona, as roupas azuis de Diana, os tons prateados do Taric e as cores celestes do Aurelion Sol.

Os longos cabelões coloridos e cintilantes da Trapaceira cósmica nem sempre foram compridos, coloridos ou cintilantes. Quanto mais os artistas de Zoe avançavam no processo de criação, mais longo e chamativo ficava o seu cabelo. “Era uma das características mais marcantes dela”, diz WAAAARGHbobo. “Então ele só foi crescendo”.

A certa altura do campeonato, isso começou a trazer algumas preocupações; não porque os cabelos estivessem compridos demais, mas porque talvez fosse difícil recriar as brilhantes madeixas no jogo. “O cabelo de Zoe era realmente importante para a silhueta da personagem e para a impressão que ela causava nas pessoas”, disse Kindlejack, “então a gente se comprometeu a dar um jeito de fazer funcionar”. Não havia nenhuma técnica ou tecnologia que, individualmente, pudesse ser usada para dar vida aos cabelos de Zoe, mas a combinação de várias delas acabou dando certo. Algumas das tecnologias usadas incluem: a tecnologia dos “tecidos esvoaçantes” usada nas skins da Jornada Imortal, a tecnologia da cauda de dragão usada no catioríneo espacial, várias conexões de ossos para deixar a animação mais natural e uma pancada de efeitos visuais (também conhecidos como brilhinhos!).

Animando o cabelo de Zoe

Da próxima vez, dá pra ser um desafio?

A ideia original era criar uma maga de dano explosivo mais casual com uma mecânica acessível; no fim, a Zoe manteve só algumas dessas características. “Os objetivos iniciais para um Campeão são apenas orientações gerais”, disse o designer de jogos sênior, Bradford “CertainlyT” Wenban. “E, para os magos, a mecânica de jogo pode mudar de um jeito mais rápido e drástico do que para qualquer outra função”. Isso é porque Campeões como a Irelia – uma atacante corpo a corpo da rota superior com habilidades de curto alcance – vêm com uma lista de exigências do kit, incluindo a capacidade de cura e uma forma de lidar com tanques. Já os magos não têm muitas dessas necessidades inerentes, então eles são basicamente uma tela em branco.

O que mais deu forma ao kit da Zoe foi o seu Q, que sempre foi pensado como um disparo de precisão redirecionável de longo alcance e alto dano. “No caso da Zoe, a questão central era: o que dar a uma menina que não precisa de mais nada?”, disse CertainlyT. “Ela já tinha uma habilidade explosiva de alto dano. Você não precisaria de mais nenhum outro botão para jogar League”. Já que a Estrela Desviada é uma parte tão grande do poder de Zoe, o resto do kit foi pensado de modo a ajudar nos acertos dos Qs, mas sempre dando aos oponentes uma chance de revidar.

Por exemplo, a Bolha do Soninho de Zoe tem um efeito de CG atrasado, o que a faz mais eficaz como habilidade de ataque do que como habilidade defensiva. Lançar essa habilidade no Master Yi enquanto ele corre na sua direção não vai pará-lo, mas pode ajudar a lançar um Q de alcance máximo naquela maga chatonilda ladra de namorados. Além disso, o efeito de sono atrasado contribui para a função de Zoe como mensageira cósmica. É como se ela dissesse “Oie! Você vai sofrer CG daqui a pouquinho… e aí um meteoro vai cair na sua cabeça!”

Essa é a peculiaridade de Zoe: apesar de ser uma maga poderosa, ela só quer mesmo é se divertir. Às vezes isso significa saltar através de um portal para jogar brilhinhos nos inimigos e mostrar a língua para eles na volta; outras vezes, significa pegar um Flash novinho jogado no chão para poder perseguir seus novos amigos. E quem sabe também lançar uma estrela cadente na cara de alguém de vez em quando.

Pelo menos ela avisa antes, né…

Próximo artigo

A próxima skin da Illaoi é…